Ato pensado

Sonia Racy

06 de outubro de 2014 | 01h03

Fernanda Montenegro não saiu de casa, ontem, para votar. A última vez que praticou o chamado ato cívico foi em 2002 – quando escolheu Lula.

Justificativa? “Já fiz meu papel”, disse a atriz à coluna.

Ato 2

Ao ser indagada se houve melhora, nos últimos anos, na saúde e na educação – dois temas em que o Brasil patina –, Fernanda frisou: “Para mim, saneamento vem antes de qualquer tentativa de melhorar a educação e é sinônimo de saúde. Mais de 50% da nossa população não tem nem sequer o básico”.

Por que tanta lentidão na implantação do sistema básico? “Não dá voto”, explica a atriz.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: