43 do 2° tempo

Redação

01 de outubro de 2008 | 08h09

Impedido pela lei eleitoral de ir à inauguração do Museu do Futebol, anteontem, Gilberto Kassab enviou seu pai, o discreto médico dermatologista Pedro Kassab. Em rara aparição na campanha.

Veja as fotos da inauguração do Museu do Futebol

Serra fez questão da presença de Cláudio Lembo, encarregando Cláudia Matarazzo de ligar diretamente a ele. E foi contundente sobre a data escolhida para a inauguração: “Não tem nada a ver com eleições.”

Os convidados tiveram que passar, dentro da área restrita, por um corredor polonês formado por seis belíssimas modelos trajando apertados uniformes de times de futebol. “O candidato Goulart é fiel”, diziam as moças, antes de distribuir um santinho onde se lia: “Autor da lei que criou o museu.”

Autor da lei? Sim, mas Kleber Machado, da Rede Globo, colocou os pingos nos is. “Quando Serra foi prefeito, procurou a Fundação Roberto Marinho propondo um modelo inédito de parceria.” O museu custou R$ 32 milhões. Desse total, R$ 10 milhões vieram da Prefeitura.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: