Instância superior

Sonia Racy

28 de junho de 2012 | 19h55

O Ministério Público acaba de instaurar procedimento investigatório criminal contra o ex-secretário municipal Orlando de Almeida Filho, que agora esta no Contru, pela possível cobrança de propina para omitir fiscalização e liberar alvarás de funcionamento de estabelecimentos na cidade de São Paulo.

A decisão é do GAECO, e o procedimento é o mesmo feito contra Hussain Aref Saab, que foi subordinado de Orlando de Almeida Filho e é acusado de receber propina para aprovar empreendimentos imobiliários na capital paulista.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.