Fio enrolado

Sonia Racy

22 de novembro de 2010 | 23h05

Wanderley Nunes entrou com ação contra a Unilever por causa de acordo assinado em outubro do 2009, associando seu nome ao xampu Seda. O acordo, que deveria durar dois anos, acabou aos trancos e barrancos em março.

O cabeleireiro alega que sua imagem ficou ligada à marca, prejudicando novas parcerias. “Não renovei com a Koleston, fiquei conhecido como o Wanderley da Seda e agora me deixaram na mão”, reclama.

Jarbas Machioni, seu advogado, prevê indenização de até

R$ 20 milhões.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: