Mineirinho

Sonia Racy

17 de novembro de 2010 | 09h53

O BMG tem grandes chances de conseguir comprar o Panamericano, conforme antecipado pela coluna ontem em sua versão on-line. E inteiro. Para tanto, as conversas entre Silvio Santos, CEF, BC e FGC vão ter que evoluir, convergir e receber OK de todas partes envolvidas. Coisa difícil? Pode ser. Há, porém, uma consciência geral entre os envolvidos sobre o urgente timing na busca de uma solução.

A compra geraria uma plataforma de peso para o banco mineiro. O Pan tem hoje 5 milhões de clientes e o BMG, 3 milhões.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: