Sinais de delação tamanho família na Caixa

Sonia Racy

14 de junho de 2016 | 00h26

Corre pelo meio jurídico que, na sua delação premiada, Fábio Cleto, ex-CEF, teria admitido um desvio de quase R$ 450 milhões.

O vice-presidente da Caixa teria cobrado uma média de 1% nos financiamentos liberados pela sua área.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: