‘Vale tudo se você se sente bem’

‘Vale tudo se você se sente bem’

Sonia Racy

04 de fevereiro de 2011 | 23h09

Foto: João Sal

 

Christina Aguilera, que um dia esteve no topo das paradas musicais, veio a Sampa a convite da C&A para a qual assina coleção. A cantora nova-iorquina falou à coluna, não sem antes proibir um tema: sua separação.

O que é mais importante atualmente no mundo da música: boa voz, dançar bem ou ter departamento de marketing eficiente?

Cada um tem seu ponto forte e sua própria paixão. O meu é cantar. Mas sou também uma artista bastante visual, fashion e feminina.

O que acha do fenômeno Lady Gaga?

Ela é ótima, uma mulher trabalhadora. Eu gosto de ver uma garota jovem aparecendo no show biz sem medo de se expressar, sem regras. Vale tudo se você se sente bem.

Conhece música brasileira?

Eu não estou aqui há tanto tempo assim. Além disso, me tomou tempo meu trabalho na campanha de moda. Portanto, não tive oportunidade de escutar muita coisa. Ficarei feliz se me der sugestão.

No ano passado, você foi nomeada embaixadora oficial contra a fome pelas Nações Unidas. Como foi o trabalho?

Foi muito, muito, muito legal trabalhar com o World Food Programme em sociedade com as Nações Unidas. Ajudei a alimentar muita, muita gente. Visitei países, discutimos problemas e soluções para a fome. Gostei de poder espalhar essa mensagem.

Quais países visitou pelo programa da ONU?

Fui à Guatemala e visitei escolas. É muito gratificante ver a felicidade nos rostos daquelas pessoas. Depois de ser mãe, fiquei ainda mais sensível.

E você está satisfeita com o estilo Obama de governar?

Oh, me desculpe, mas não falo sobre política. Obrigada e tchau, tchau.

DÉBORA BERGAMASCO

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.