O ator se revela

Estadão

07 de março de 2010 | 22h19

Quem vos escreve é o ator Luciano Chirolli
Foi assim: eu estava completamente envolvido com a estória que a brilhante atriz MARIANA LIMA contava sobre a mulher que matou os peixes, durante o espetáculo no momento em que ela ia revelar como se deu o caso ouvi uma mulher em alto e bom tom dizendo “ô moço ô moço dá pra parar de se mexer e abaixar que está atrapalhando a visão da minha criança?!” Sem poder ouvir o fim daquela história que me absorvia, em pleno deleite, na minha espontaneidade por que não? de criança mal educada… mandei aquela senhora calar a boca, ela insistindo, mandei de novo….que frustração…nem eu, nem a criança que estava no colo daquela pobre mulher, provavelmente nem o dono deste blog pudemos saber como a mulher matou os peixes….sniff…sniff…
Ah! um detalhe importante, algumas cadeiras vazias que estavam próximas a mim eram de duas crianças de 3 e de 7 anos que eu mesmo havia levado para assistir à peça mas que preferiram ficar num imenso quadrado azul reservado para pais e crianças que quisessem ficar bem próximas ao palco, alíás uma ótima idéia para que elas fiquem livres dos colos dessas mães que conduzem o olhar dos filhos…

P.S: àqueles que querem saber por que Dib Carneiro me poupou em respeito à minha carreira (aliás, muito elegante de sua parte), podem conhecer meu trabalho a partir de 20 de março no TUCARENA de sexta à domingo no espetáculo “SERIA CÔMICO SE NÃO FOSSE SÉRIO” de F. DÜRRENMATT, como também a partir de 20 de agosto no CCBB no espetáculo “As Três Velhas” de A. Jodorowsky.