Nós viemos aqui para beber ou para fazer as unhas?

Estadão

31 Janeiro 2012 | 19h36

Surge mais um endereço curioso na cidade. O Cosmopolish, que completa dois meses amanhã, é um nail bar. Traduzindo: é um local em que é possível fazer as unhas e curtir um happy hour ao mesmo tempo. No bairro de Pinheiros, o estabelecimento atrai clientes oferecendo drinques durante o atendimento.

A ideia é das sócias Agnes Cruz e Jack Cardoso. Agnes, que trabalha com comércio exterior, viu a popularização dos nail bars na Europa. “Quando voltei da Finlândia, há três anos, vi que o Brasil ainda não tinha esse tipo de coisa”, conta. Em julho do ano passado, propôs a ideia a Jack, que é manicure desde 1999. Cinco meses depois, estava inaugurada a casa, cujo nome é uma mistura dos termos ingleses cosmopolitan (bebida preparada com vodca, suco de cranberry e licor de laranja) e nail polish (esmalte).

Jack Cardoso, Agnes Cruz e os cosmopolitans servidos no nail bar

O cardápio – bilíngue – distribuído às clientes não lista as bebidas, mas sim os serviços oferecidos pela casa. Um deles é a “rapidinha (R$ 18,00), feita em 15 minutos sobre o balcão. Os preços são divididos entre “relax hour”, das 12h às 17h, e “happy hour”, das 17h às 21h. No chamado “happy hour”, o preço da rapidinha sobe para R$ 20,00, mas dá direito a um drinque por conta da casa.

Há uma única bebida por vez. Nas semanas inaugurais, as clientes bebericaram o cosmopolitan. Durante as festas, espumante. No momento, quem frequentar o happy hour estético pode pedir o peruano pisco sour – à base de pisco, uma aguardente de uva fabricada no Peru e no Chile. A casa não tem bartender: as bebidas já são compradas prontas para servir.

Todas as cores de esmalte disponíveis na casa estão dispostas em 15 prateleiras. Marcas nacionais, como Impala e Colorama, dividem espaço com Chanel e Dior. “Queremos que as clientes vejam todas as cores lado a lado”, diz Agnes. “Dessa maneira, elas podem ter as mais variadas ideias de misturas”. A coleção, que continua crescendo, já ultrapassou os 700 vidrinhos.

Serviço:
Rua dos Pinheiros, 365, Pinheiros
Tel. 3892-1910
Segunda a sexta, das 12h às 21h

(Com colaboração de Míriam Castro e imagens de divulgação)