Homenagem na Ponte do Limão a bicampeão olímpico azedou

Estadão

20 de maio de 2011 | 20h01

Só descobri que a Ponte do Limão se chamava oficialmente Ponte Adhemar F. da Silva na semana passada. A homenagem foi feita em 2007, mas a placa só apareceu na ponte no último dia 7 de abril. Para colocar a identificação, a CET demorou os mesmos quatro anos que Adhemar levou para conquistar suas duas medalhas olímpicas no salto triplo (1952 e 1956). Será que a demora foi uma estratégia de marketing? Bem, más notícias: uma das quatro placas já está quebrada. A homenagem na Ponte do Limão azedou. A CET informa que fará a manutenção da sinalização, mas não diz quando. A torcida é para que não demore outros quatro anos.

(Com colaboração e foto de Karina Trevizan)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.