Estreia amanhã espetáculo no Hospital Psiquiátrico do Pinel

Estadão

09 de março de 2012 | 22h13

Ivan Delmanto, Fernanda Faria, Ligia Marina e Carmen Pinheiro,  quatro alunos do curso de Artes Cênicas da USP – fundaram o grupo artístico II Trupe de Choque em 2000. A companhia estreia amanhã, dia 10,  um novo espetáculo:  Ensaio em Detritos. Ele irá  acontecer duas vezes por semana, gratuitamente, no Hospital Psiquiátrico Pinel, em Pirituba. O II Trupe de Choque já se apresentou numa usina de compostagem de lixo na Zona Leste da cidade, onde o público era, na maioria, de catadores de lixo. “Sempre quisemos atingir um público próximo às margens da sociedade”, afirma Delmanto. No Pinel, a Trupe está desde 2008, quando exibiu a peça Corpos Acumulados.

Junto aos 14 atores do projeto, dez pessoas podem se cadastrar e, gratuitamente, entrar em cena. Desde os exercícios de aquecimento até a atuação ou direção, a participação dos visitantes é sempre encorajada. “Tem gente que só observa, mas depois fica com vontade de entrar e acaba dirigindo uma cena, controlando a iluminação ou até mesmo interpretando”, conta Delmanto. Estão disponíveis instrumentos musicais para que os participantes criem suas próprias trilhas sonoras.

As intervenções tomam conta de espaços do Centro de Atenção Integrada em Saúde Mental Pinel, que ocupa a área desde 1929. “O lugar é muito grande e tem vários pontos abandonados que usamos como palco”, afirma Delmanto. O grupo percorre o hospital durante as mudanças de cena, passando por pacientes, que às vezes tomam parte na produção. “Eles têm que se sentir à vontade. Afinal, estamos na casa deles”.

É a segunda edição do “Ensaio em Detritos”. No ano passado, o experimento durou dois meses, mas a versão de 2012 vai até novembro. Para participar dos encontros, é preciso fazer reserva pelo e-mail 2trupedechoque@gmail.com. O grupo oferece transporte gratuito a partir da estação Barra Funda do Metrô.

 Serviço:
II Trupe de Choque
Av. Raimundo Pereira de Magalhães, 5.214, Hospital Psiquiátrico Pinel, 2368-7921
sex. 17h/22h e sáb. 16h/22h.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: