Xuxa aprende a rir de si, quebra promessa de evitar manifestação religiosa e provoca Globo

Xuxa aprende a rir de si, quebra promessa de evitar manifestação religiosa e provoca Globo

Cristina Padiglione

18 de agosto de 2015 | 01h21

xuxa

 

Antes de mais nada, há que se louvar a capacidade de Xuxa de rir de si, usando aqueles vídeos que tanto abastece a chacota alheia  em torno de sua imagem.

Em um deles, ela manda uma menina sentar, sem a delicadeza que de praxe se pede a quem trabalha com crianças. Sem melodrama, Xuxa reconheceu a grosseria, trouxe a menina (hoje mulher) ao programa, reservando a ela uma cadeira cativa.

Na primeira fila, Sasha tentava esconder o rosto com um chumaço de cabelos. “Para de rir do meu inglês, Sasha”, pedia-lhe a mãe.

Feliz como cachorro que se liberta da coleira na praia, a apresentadora explorou os 280 metros de cenário à vontade, circulando para lá e para cá. Só não resistiu às bênçãos de quem tem o hábito de desejar que “todo mundo fique com Deus”. Não era para não falar de religião? Pois é. Já foi.

Ainda no início do programa, Xuxa deixou claro que não quer ouvir os fãs falando mal de sua “antiga casa”, responsável pela maior parte de sua bem sucedida trajetória. Mas bem soube alfinetar a Globo quando mencionou a concorrência que sua tão querida antiga casa lhe proporcionou para o dia de estreia. Foi só exibir um depoimento de Tom Cruise, entrevistado pela Record por ocasião do lançamento de Missão Impossível 4, para dizer: “sou duro de matar, 2, 3 4, ou 5, arrematou, enquanto a Globo exibia o último filme de Duro de Matar.

Xuxa homenageou Hebe, ao exibir imagens suas com ela, incluindo uma coreografia de “Ilariê” de uma visita sua ao sofá da loira, no SBT, ainda nos anos 90.Disse que entende como bênção sua o acaso que a levou para as noites de segunda.