Um brinde às Brancas de Manoel Carlos

Um brinde às Brancas de Manoel Carlos

Cristina Padiglione

10 de março de 2014 | 23h17

 

No capítulo de hoje, Branca, agora personagem de Angela Vieira na novela “Em Família”, mulher arrogante, do tipo que pergunta à filha até o sobrenome de suas amigas, rendeu-se a uma cerveja na companhia da empregada, Zuleika.

Branca estava solitária que só, sem filha, sem marido, sem ninguém.

Em 1997, outra Branca de Manoel Carlos, a Branca Letícia, memorável personagem de Susana Vieira em “Por Amor”, também no ardor da solidão, sem filhos e marido por perto, igualmente ciosa de sua alta condição social, via-se tão só, que se entregava a uma bebida na companhia da empregada, Zilá, outro nome de rara inicial Z.

Zuleika sugeriu a Branca uma cerveja, no que, companhia única àquela altura, foi prontamente atendida.

Zilá, que passara a novela toda preparando o Martini da patroa, foi convidada a tomar também um Martini com a dita, no sofá da Casa Grande.

Mas, àquela altura, a novela já estava em seu último capítulo, donde a gente fica a imaginar onde vai parar a solidão da Branca atual, que já no primeiro mês de novela, do alto de tanta empáfia, acaba por se render a um drink com a classe C emergente.

 

E, só pra completar as semelhanças entre uma Branca e outra, ambas são vestidas por atrizes de mesmo sobrenome, embora não sejam parentes, bem entendido.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.