Sesi injetou R$ 14 milhões em nova série da TV Cultura

Sesi injetou R$ 14 milhões em nova série da TV Cultura

Cristina Padiglione

04 de novembro de 2014 | 15h21

A TV Cultura apresentou à imprensa dois episódios de sua nova série, “Que Monstro te Mordeu”, obra de Cao Hamburger e daí, com inevitáveis referências ao maior sucesso da emissora no terreno infantil, o “Castelo Rá-Tim-Bum”

Não que a nova produção remeta à saga de Nino, que completou 20 anos neste calendário de 2014. Mas Cao reconhece que há algum DNA em comum entre ambas, no sentido de que o “Castelo” lhe serviu bem como experiência. Assim como a antiga produção, “Que Monstro Te Mordeu?” também ocupou um estúdio em que o cenário permitia 360 graus de visão aos câmeras.

 

“O Paul Andrejco, que fez os bonecos, o mesmo que faz os bonecos para o Muppet Show, veio de Nova York e disse que nunca tinha visto um cenário de 360 graus, porque isso é muito bom para a mobilidade dos atores-bonecos”, contou Cao, logo após a exibição dos episódios.

A série mereceu R$ 14 milhões de investimento do Sesi-SP, que também foi parceiro da TV Cultura na produção do “Castelo Rá-Tim-Bum”.

São 50 episódios de 30 minutos para a TV, com estreia na próxima segunda, dia 10, e 50 pílulas de até 3 minutos que serão postadas na internet, via YouTube, às terças e quintas-feiras – com exceção da primeira delas, que chegará já na segunda, junto com a estreia da série..

Outro fato em comum com o “Castelo” é a mistura de entretenimento com educação, e não há programa educativo que alcance seu alvo, pensa Cao, sem o fator diversão. Todos os episódios partem do desenho de uma criança, e todo monstro desenhado pelos pequenos ganha vida no mundo dos monstros.

A protagonista, Lali, é vivida por Daphne Bozaski, dona de um timbre de voz que, curvado ao enredo, bem remete à voz eternamente infantil de Iara Jamro. Sua melhor amiga, Luíza, uma poltrona rosa interpretada por Melina Nenghini, tem um tom ainda mais fofo, sem beirar o infantilóide. Outros monstros se juntam a esses, com temas que vão da inveja e da fofoca à gastronomia e reciclagem de lixo. Sem lição de moral, sem dedo em riste, sem pretensão, tudo faz a conversa valer a pena.

Aliás, a ideia de exibir toda uma convivência sem intermediação de aparelhos eletrônicos, internet, games ou redes sociais foi um propósito do diretor e dos roteiristas, encabeçados por Théo Poppovic. “Achamos legal focar o interior, mais que o exterior, é o contrário do que acontecia no ‘Castelo'”, emenda Cao.

“Que Monstro Te Mordeu” vai ao ar de segunda a sexta, às 11h30 e às 19h30, na Cultura, e também na TV Rá-Tim-Bum, de segunda a sexta, às 13h30 e 20h30.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.