SBT patina nas oportunidades

Cristina Padiglione

06 de setembro de 2006 | 15h45

O SBT agendou um debate entre os candidatos à presidência para 25 de setembro, mas até agora ninguém sabe informar nada a respeito. Pelo andar da carruagem, a coisa caminha para o mesmo destino do debate ensaiado pela Record, ou seja, o cancelamento do encontro.

Foi mais ou menos isso que aconteceu no mesmo SBT no caso da Copa: a ressurreição do jornalismo na TV de Silvio Santos animou uns e outros a prever uma cobertura mais extensa do mundial, com a presença de um de seus âncoras na Alemanha. No fim do placar, nem Carlos Nascimento nem Ana Paula Padrão embarcaram.

Como diz Marcelo Médici, “cada um com seus pobrema”. Mas, para quem teme a perda da vice-liderança em audiência para a TV de Edir Macedo, esse SBT continua patinando diante das boas oportunidades de somar audiência, faturamento e prestígio.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: