Renascer pode ganhar releitura na faixa das 6

Renascer pode ganhar releitura na faixa das 6

Cristina Padiglione

14 de fevereiro de 2011 | 12h21


(Imagem do blog de Patrícia França)

O assunto começou a ser ventilado na semana passada aqui e ali nos corredores da Globo: um remake de Renascer, novela produzida em 1993, para a faixa das 6.
Se vingar, o texto terá as mãos de Edmara e Edilene Barbosa, filhas de Benedito Ruy, autor do original.

A lembrar: a história do homem que diz ter tido toda a pele arrancada, sendo salvo por um pacto ao pé de um jequitibá, foi a primeira produção de Benedito na Globo após Pantanal, novela sua que inaugurou novo conceito visual pela tela da então concorrente Manchete.
Com Renascer, por Luiz Fernando Carvalho, e graças aos louros colhidos por Pantanal no outro canal, a Globo se permitiu fugir do estúdio e fisgar o melhor das externas. A música de abertura remetia ao canto de lavadeiras. Era um primor. Assim como O Rei do Gado(1996), em reprise pelo canal Viva desde a semana passada, os quatro primeiros capítulos tinham capricho de longa-metragem.
Difícil será, mesmo com todos os recursos de HD da nova era, superar o esmero da produção original, com Patrícia França, Leonardo Vieira, Antonio Fagundes, Marcos Palmeira, Adriana Esteves, Marco Ricca, Fernanda Montenegro, Eliane Giardini e Osmar Prado.

Mas, como toda boa trama, tem fôlego evidente para releitura.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.