SBT informa que comprou “Pantanal” da produtora JPO

SBT informa que comprou “Pantanal” da produtora JPO

Cristina Padiglione

09 de junho de 2008 | 23h38


O diretor Jayme Monjardim e Cássia Kiss nas quebradas do pantanal, em 1990: áureos tempos da TV Manchete

Mantida sob suspense até o momento de entrar no ar, a reprise de “Pantanal” estreou na noite desta segunda-feira no SBT com 7 pontos de média no Ibope em São Paulo. A novela que incomodou a Globo há exatos 18 anos, via Rede Manchete, volta a ser um tormento para o plim-plim, que em 2006 adquiriu os direitos de produção sobre o texto de Benedito Ruy Barbosa. A Globo verifica agora a possibilidade de acionar o SBT na Justiça.

Em comunicado divulgado ontem à noite, o SBT informa que “a novela foi comprada da JPO Produções Ltda., com exclusividade para televisão aberta e para todo o território brasileiro”. “Os direitos cedidos foram obtidos pela JPO Produções Ltda. por contrato havido com a Massa Falida da TV Manchete Ltda., celebrado em decorrência de decisão judicial autorizatória do MM. Juiz da 28ª Vara Cível da Capital de São Paulo, proferida nos autos da Falência da TV Manchete Ltda. (Proc. 583.00.2000.539652-1).”

***
Como acontecia em 1990, quando a Manchete aguardava o fim do capítulo da principal novela da Globo (então “Rainha da Sucata”) para dar o derradeiro “Boa Noite” em seu telejornal e entrar com a ficção em cena, o SBT esperou pelo fim de “A Favorita” e encerrou exatamente ali o noticiário comandado por Carlos Nascimento. E veio “Pantanal”, sem intervalo comercial.

Tudo quase igual até aí.
A constatação óbvia diante das primeiras cenas da reprise: classificação indicativa nem ensaiava desfilar naqueles idos. Era um tal de gente apalpando glúteos no meio do salão de uma casa de moças de família quase boa, todas ritmadas pela respiração ofegante que hoje só se vê no “Sexy Time” do Multishow.

Acaso dos acasos foi um bailinho bem comportado em “A Favorita”, na Globo, minutos antes do início da reprise no SBT, onde o elenco dançava ao som da “Chalana”, sem a voz de Almir Sater, mas “Chalana” mesmo assim, superhit de “Pantanal”.


Paulo Gorgulho, Cássia Kiss e Cláudio Marzo nos bastidores das gravações, no pantanal matogrossense


Ingra Liberato e Carolina Ferraz, em cena vista no primeiro capítulo

Post atualizado às 13h55 de 10/06

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.