Obama no David Letterman, vai que é tua

Obama no David Letterman, vai que é tua

Cristina Padiglione

23 de setembro de 2009 | 15h04

Mr. Barack Obama foi até o QG de David Letterman na semana passada e divertiu a plateia do melhor talk show da TV.
O GNT exibe a conversa aqui na madrugada da próxima segunda para terça-feira, lá para 1h da matina.

Obama falou, antes de mais nada, sobre seu plano para reformar a saúde nos Estados Unidos, onde uma larga parcela da população fica ao deus dará pela falta de serviço público, sem chance que tem de pagar pelos serviços, repletos de restrições, de alguma seguradora de saúde. Parece um gesto nobre de Mr. Obama? Não aos olhos dos americanos, acredite, que veem nisso uma intervenção do governo e, como tal, o fantasma da estatização ou do socialismo, cruz-credo!

Letterman então pergunta por que o presidente enfrenta tanta resistência ao propor uma reforma no sistema de saúde. Seria racismo?
“É importante destacar que eu era negro antes das eleições”, responde Obama, arrancando risadas e aplausos da plateia.
“Há quanto tempo você é negro?”, emenda o apresentador.

Na conversa, Mr. Presidente conversa sobre vida em família, a Assembléia Geral da ONU, desemprego e guerra no Afeganistão.

Ah, sim: na outra madrugada, de terça para quarta-feira, o GNT mostra a entrevista seguinte de Letterman, dessa vez, com o ex-presidente Bill Clinton.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.