Numerologia informal: nas urnas, como na Globo

Cristina Padiglione

30 de outubro de 2006 | 21h50

Fechado o saldo eleitoral, e juro que não pretendo rebater neste tema para sempre, vale brincar um pouco com os números da TV maior e das urnas:

No debate que a Globo realizou no primeiro turno, aquele em que o Lula faltou, o Ibope indicou que 51% dos aparelhos ligados estavam sintonizados na Globo em São Paulo.
Resultado das urnas: 51% (e alguns decimais) contra Lula.

Pano rápido para o segundo turno.
Debate da Globo de novo, agora com Lula: 39 pontos (esta foi a média consolidada pelo Ibope, com 1 ponto a mais que a prévia instantânea que divulgamos aqui na madrugada do sábado).
Em 2002, o embate entre Lula e Serra registrou 38 pontos, quase o mesmo porcentual da vez, como cá já dissemos.

E agora, nas urnas, de novo, a divisão do bolo com Lula apresenta números bem semelhantes à partilha de quatro anos atrás: Alckmin teve 39,18% dos votos. Serra abocanhou 38,7%.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.