Novela menciona caso de modelo anoréxica

Cristina Padiglione

18 Novembro 2006 | 01h23

Eis uma das vantagens de quem escreve novela com antecedência mínima em relação às cenas que vão ao ar. O capítulo deste sábado de “Páginas da Vida” reserva menção ao caso de Ana Carolina Reston Macan, modelo que morreu vítima de anorexia esta semana.

Trata-se, é claro, de uma conversa entre Anna e Giselle, Débora Evelyn e Pérola Faria, mãe e filha na ficção da Globo. Obcecada por magreza, a menina denuncia, desde o capítulo de ontem, que o amor não anula seu drama, a bulimia.

Agora que a novela já concentrou toda a atenção que poderia na primeira relação sexual da moça (três dias na história se estenderam por uma semana de novela), volta-se à doença. Giselle terá vergonha de ficar nua na frente do bem-amado, tensa que é com a idéia de ser gorda.

À impressão de que o tema havia sido ligeiramente esquecido no enredo, o autor Manoel Carlos nos esclarece que a bulimia de Giselle só repousava queitinha no enredo para que outros conflitos tivessem vez nesses últimos capítulos. Na semana que entra, Giselle volta ao analista e pela primeira vez se reconhece bulímica.