‘Masterchef Junior’ promete não endurecer nem perder a ternura
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Masterchef Junior’ promete não endurecer nem perder a ternura

Cristina Padiglione

13 Outubro 2015 | 16h25

jiang

A Band anunciou hoje o elenco da primeira versão mirim do Masterchef Brasil, que estreia dia 20, terça-feira, com boas heranças do Masterchef Brasil adulto. A principal delas certamente é  a chinesinha Jiang, que cativou a plateia e ficou em 3º lugar na 2ª temporada do programa. A Band agora trata de ensinar os truques de sua relação com a câmera, de modo a não dispensar dela a graça que cativou a audiência.

 

Haverá algum cuidado extra com o manuseio de facas e fogo, mas os jurados (Paola Carosella, Henrique Fogaça e Erick Jacquin) e a apresentadora (Ana Paula Padrão) prometem não botar pressão sobre as crianças nem desdenhar do resultado dos pratos. “A pressão sobre eles é bem menor. Na verdade, não tem pressão. A gente avisa que o tempo está acabando, mas a contagem regressiva é uma festa”, conta Ana Paula.

O nível dos pequenos, 20 candidatos entre 9 e 13 anos, impressiona bastante. No repertório das crianças, há carne de javali, por exemplo.

Não endurecer ou botar pressão não significa que resultados ruins serão maquiados com comentários dóceis ou no diminutivo. “Eu sou mãe e quando a coisa não tá boa, eu falo: ‘olha, não ficou tão bom. Passou do ponto, a gente explica”, fala Paola.

“As psicopedagogas (que auxiliaram a equipe com o elenco) dizem que a criança quer ser tratada com honestidade”, emenda Ana Paula.

O programa chega com patrocínio todo coberto – metade dos anunciantes vem do próprio Masterchef Brasil, como Carrefour e Cacau Brasil. Como não é um programa infantil, embora atraia muita criança para a frente da TV, não há veto sobre o uso de merchandising.

A nova temporada prevê aumento na produção de vídeos para a web e plena interação com o Twitter, como foi a última safra.

masterjr