Lula X Alckmin = Lula X Serra na audiência percentual

Cristina Padiglione

28 de outubro de 2006 | 00h59

Encerrado há pouco, o debate da Globo entre Lula e Alckmin obteve média de 38 pontos de audiência na Grande São Paulo, exatamente o mesmo índice alcançado pelo debate entre Lula e Serra naquele segundo turno de 2002, igualmente realizado pela Globo nas duas horas finais permitidas pela legislação eleitoral.

Mas há duas considerações a contextualizar:
1)O resultado da vez ainda corresponde à prévia da medição instantânea, dado que pode oscilar 1 ou 2 pontos na audiência consolidada, cujo cálculo só é fechado no dia seguinte pelo Ibope.
2)Um ponto percentual atualmente, na Grande São Paulo, significa 54,4 mil domicílios com TV. Em 2002, cada ponto equivalia a 47,5 mil domicílios com TV. Ou seja, vai aí uma vantagem de 262 mil domicílios para o embate da vez.

Os dados são da Grande São Paulo, única região onde o Ibope realiza medição instantânea. A audiência do chamado PNT, Painel Nacional de TV do Ibope, só sai dentro de alguns dias.

Em 2002, a audiência nacional percentual do debate entre Lula e Serra na Globo foi maior que a da Grande São Paulo: deu 40 pontos de audiência e 60% de share (fatia de aparelhos sintonizados na Globo considerando apenas o universo dos ligados). Em São Paulo, Lula x Serra atingiu 60% do share. Já o debate da vez cativou 58% dos aparelhos ligados em São Paulo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.