Lobão tem razão, canta Caetano

Cristina Padiglione

28 de agosto de 2008 | 01h58

A malemolência de Caetano Veloso é incontestavelmente cativante.

Em entrevista gravada hoje a Jô Soares para o pacote em tributo aos 20 anos do programa do gordo (a contar do SBT, claro), o baiano contou, e cantou, por que fez uma música para Lobão.

“O Lobão falou mal de mim ao longo de décadas. E eu acho graça nele. Todas as vezes que ele falou mal de mim eu gostei”.

Não foi irônico, longe disso. Tinha afeto no relato. Disse que o Lobo, depois de longa temporada com aquele discurso de oposição a ele, fez-lhe uma música comovente, em que o chama até de “mano Caetano”. Daí que “Lobão Tem Razão”, muito bonitinha, por sinal, é uma retribuição do baiano ao ex-Lobo Mau.

Não é uma delícia? Os dois passam anos a alimentar polêmicas em páginas de jornais e minutos de “Fantástico”, para, não mais que de repente, admitirem que se amam.

Melhor assim.
Beleza pura, simpático e gentil de tudo, Caetano no Jô é cena prevista para ir ao ar ao fim desta quinta-feira, na Globo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: