Lançamento do seu Tuta causou

Cristina Padiglione

22 de setembro de 2009 | 15h28

O lançamento do livro do seu Tuta, Sr. Jovem Pan, ontem, foi de fato um estrondoso sucesso.
O mundo estava lá.
O congestionamento de gente tomou todo o espaço no entorno da Megastore Saraiva, da entrada do Shopping Higienópolis, ali na porta da Avenida Higienópolis, até a loja de calçados da esquina central no mesmo coredor.
A fila era gigante. Ponto. E se movimentava a zero km por hora.
A turma do “Pânico” dividia involuntariamente os flashes com o autor do livro “Ninguém Faz Sucesso Sozinho”. Sabrina estava lá. Ceará estava lá. Emílio estava lá. Todos os súditos do rei lá estavam, crias que são de Tutinha, cria do sr. Tutão, o autor.
Carlinhos, espécie de afilhado dos Tutas, ex-Pânico e tornado celebridade pela “Fazenda”, da Record, divertia uma turma de moças em canto mais tranquilo da Saraiva. E elas riam de tudo o que ele dizia. E ele posava para fotos com garçons, vendedores, simpatia total.

Mas o que teve de vip furando fila, foi igualmente extraordinário. Não é que a fila estava simplesmente grande. A fila não andava. E não andava porque, naturalmente, muitas ‘otoridades’ não se permitiam esperar.
Entre os famosos que pacientemente esperaram sua vez, palmas para Silvio Luiz e Milton Leite.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.