Globo leva Copa até 2014

Cristina Padiglione

06 de dezembro de 2006 | 19h29

É isso aí, diria o slogan da Coca-cola.

A Globo acaba de enviar comunicado oficial confirmando que a FIFA bateu o martelo por ela nos direitos de transmissão das próximas duas Copas. A Record, que concorria ao páreo por US$ 180 milhões (pelos direitos de cada mundial), ficou a ver navios.

A Globo diz que não pode revelar valores, mas informa o seguinte: “Foram levadas em conta a consistência da proposta em relação à realidade econômica do mercado brasileiro e a capacidade técnica para a transmissão do evento.”

Pelos antecedentes das duas últimas Copas, a propriedade dos direitos dos mundiais de 2010 e 2014 pela Globo deverá render, de novo e de novo, a exclusividade nas transmissões da TV aberta no Brasil. Nenhum canal tem mostrado interesse em pagar o que a emissora cobra para revender tais direitos. Seria o caso de a concorrência clamar, como a Globo fez com a Fifa, pela realidade econômica do mercado brasileiro, né mesmo?

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.