“Gatonet” ganha foco em ‘Tropa de Elite 2’, patrocinado pela Net

Cristina Padiglione

09 de outubro de 2010 | 12h51

Uma das patrocinadoras de Tropa de Elite 2, a Net ganhou merchandising às avessas no filme de Jos´pe Padilha.
Como o vilão a combater dessa vez são as milícias, não havia como se furtar da pirataria de TV paga nas favelas. Assim, o termo “Gatonet”, genericamente usado nos morros cariocas para falar sobre as ligações clandestinas de TV paga, independentemente da operadora, é citado por várias vezes.
“Não vai ter poste pra tanto Gatonet”, diz um operário. “A gente põe mais poste”, responde o chefe da milícia.
E o Capitão Nascimento, em sua narrativa, endossa: “favelado gosta de TV paga, favelado gosta de acessar a internet…” E quem não gosta, né mesmo, capitão (aliás, coronel)?
A Net informa que o termo já constava no roteiro quando a operadora se interessou em patrocinar o novo longa do Capitão Nascimento. E acha até bom que o termo seja explorado nas bilheterias para discutir a questão da pirataria.

Tudo o que sabemos sobre:

pirataria

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: