Fãs-clubes continuam a dominar premiações abertas

Fãs-clubes continuam a dominar premiações abertas

Cristina Padiglione

29 de outubro de 2014 | 15h15

O Multishow tem aberto, de dois anos para cá, um júri especializado para não entregar todo o Prêmio Multishow de Música ao domínio dos fãs-clubes.

Artistas com seguidores fiéis têm mais chance de emplacar várias premiações. Já aconteceu, em edições anteriores, de se premiar artista que nem havia lançado trabalho naquele ano, graças à forte ação de seus fãs.

Mesmo com o júri especializado, o que prevalece, para a festa transmitida ao vivo, é a exposição das categorias submetidas a voto popular. E nesse contexto, não tem jeito, Thiaguinho e Luan Santana foram os grandes premiados na 21ª edição do evento, que apresentou uma série de shows em tributo aos anos 90, mesclando axé, sertanejo, funk, rap e samba, com velha e nova geração de cada gênero, no grande palco da Arena da Barra.

Foi tudo na noite de ontem, no Rio, onde se encontraram Ivete Sangalo, Tatá Werneck, Paulo Gustavo e Didi Wagner, no comando da festa, e nomes como Zezé Di Camargo e Luciano, Daniel, Luan Santana, Bruno e Marrone, Gusttavo Lima, Cumpadre Washington, Daniela Mercury, Anitta, MC Guimê, DJ Marlboro, Cidinho e Doca, MC Marcinho, entre outros. 

Em debate ao vivo transmitido não pelo Multishow, mas pelo canal Bis, o Superjúri, formado por críticos e jornalistas especializados em música, definiu os vencedores das três principais categorias:

Artista Revelação – Boogarins Melhor Show – Racionais MCs

Melhor Álbum – Banda do Mar.

Depois de passar pelo julgamento do público e do júri especializado ao longo da premiação, os três finalistas na nova categoria, Nova Canção, se apresentaram e o superjúri definiu Mahmundi como grande vencedor.

Já o júri especializado premiou Homem, de Caetano Veloso, como versão do ano por Alice Caymmi e Mais Ninguém, da Banda do Mar, foi considerado o Novo Hit. O Melhor Clipe ficou para Vida Loka, com o Bonde do Rolê e Encarnado, de Juçara Marçal, ganhou o troféu de Música Compartilhada.

Dinho Ouro Preto, Digão e Lucas Silveira se juntaram para entoar um dos clássicos dos Mamonas Assassinas. E a memória à banda, morta precocemente em adicente aéreo, promoveu também a apresentação no palco do novo contratado do canal, Tom Cavalcante, devidamente fantasiado de Dinho do Mamonas, com o hit Brasília Amarela.

 

Em outro bloco musical, Raça Negra, Molejo, Mumuzinho e Leandro Lehart apresentaram seus destaques como “Cigana”, “Dança da Vassoura”, “Tua boca”. No final da apresentação eles cantaram o clássico “Domingo eu vou ao Maracanã”.

Eis os vencedores de 2014:

 

VOTO DO PÚBLICO

Experimente: Sam Alves

Melhor Grupo: Sorriso Maroto

Melhor Show: Ivete Sangalo

Melhor Música: Luan Santana – “Tudo Que Você Quiser”

Melhor Cantora: Paula Fernandes

Melhor Cantor: Thiaguinho

Música-chiclete: Thiaguinho – “Caraca, Muleke!”

 

SUPERJÚRI

Artista Revelação: Boogarins

Nova Canção: Mahmundi – “Sentimento”

Melhor Show: Racionais MCs

Melhor Álbum: Banda do Mar – “Banda do Mar”

 

JÚRI ESPECIALIZADO

Versão do Ano: Alice Caymmi – “Homem” (Original: Caetano Veloso)

Novo Hit: Banda do Mar – “Mais Ninguém”

Melhor Clipe: Bonde do Rolê – “Vida Loka”

Música Compartilhada: Juçara Marçal – “Encarnado”

 

VOTAÇÃO PELO TWITTER

Melhor Clipe TVZ: Luan Santana – “Te Esperando”

 

Foto acima é de Murillo TInoco/Divulgação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.