Dublagem ganha mais espaço no Warner Channel

Cristina Padiglione

30 de outubro de 2009 | 16h35

Ei, você aí que tentou de tudo para dissuadir a Fox de trocar legendas por dublagens em seus programas, prepare-se.
O Warner Channel, que já abandonou há algum tempo a premissa de transmitir tudo legendado, terá ainda mais dublagens no ano que virá.
Obra da Turner, que acaba de assumir a responsabilidade sobre as vendas comerciais do canal.

A previsão foi fato admitido esta semana em Nova York, durante o evento promovido pelo grupo Turner para anunciar a programação de seus canais em 2010 ao mercado publicitário, anunciantes e jornalistas da América Latina. Lá estava eu, bem diante do presidente da Turner América Latina, sr. Juan Carlos Urdaneta, quando ouvi a constatação de que a dublagem é, sim, caso de preferência. E, ao contrário do mito que a gente gosta de alimentar, legendagem não é garantia de público qualificado nem significa que a dublagem vai afastar os “mais cultos”.

Rafael Davini, o homem do comercial e do marketing do grupo para Brasil, Turner Miami e Turner México, contou-me que muita gente afirma em pesquisa que prefere programa legendado, mas há quem assim se pronuncie por vergonha de admitir gostar de um bom filme dublado. “No início da TNT, nós fazíamos pesquisas para saber se o público preferia filme legendado ou dublado, e sempre havia um equilíbrio nas respostas, mas a liderança do canal, durante todos esses anos (o TNT é líder entre os pagos para espectadores com mais de 18 anos), e o fato de a concorrência ter lançado um canal de filmes dublados (no caso, o Telecine Pipoca), só reforça a opção pela dublagem.

O caso é: tem quem goste, e como tem.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: