Debate dobra audiência do SBT no horário

Cristina Padiglione

20 de outubro de 2006 | 01h03

Medida em São Paulo, onde Geraldo Alckmin teve maioria dos votos no primeiro turno e onde as pesquisas de intenção de voto lhe dão, também neste momento, vantagem sobre Lula, a audiência preliminar do debate do SBT obteve 11 pontos de média de audiência.
É o dobro do que a emissora vem alcançando no horário, mas está aquém da soma feita pela Bandeirantes (16 pontos na audiência consolidada) durante o encontro entre os dois candidatos no último dia 8. Cada ponto equivale a 54,4 mil domicílios na região.

A expectativa da platéia paulistana baixou?
Não necessariamente. Há de se considerar a tradição da Bandeirantes no ramo e, na contramão, a distância que o SBT tomou desse tipo de programa. Fazia anos que a TV de Silvio Santos não se aventurava a realizar debate eleitoral.
De mais a mais, o debate da Band era o primeiríssimo encontro entre Lula e Alckmin, e provocava, como tal, expectativa muito maior.
A conferir a platéia da próxima segunda, quando o ringue se transfere para a Record. A Globo fecha o ciclo na sexta-feira.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.