Convidados tiram Roberto Carlos do script

Convidados tiram Roberto Carlos do script

Cristina Padiglione

10 Dezembro 2014 | 03h26

A Globo gravou na noite desta terça-feira, no Rio, o especial de fim de ano de Roberto Carlos, ocasião em que estrelas de todos os naipes se acotovelaram na boca do palco do Citibank Hall, ao final do espetáculo, para disputar uma rosa do “Rei”.
Susana Vieira abocanhava seu exemplar entre os dentes.
A noite foi aberta com “Emoções” e brindou o público com interpretações em espanhol (El dia en que me quieras), italiano (flashback com Luciano Pavarotti e no Festival de San Remo) e inglês, caso de “Café da Manhã”.
Roberto contou que seu primeiro professor de inglês foi Elvis, que então ganhou o telão local com imagens de sua fase áurea, para depois permitir que o anfitrião emendasse uma breve performance de “Tutti Frutti”.
Falar em Elvis foi pretexto para falar de topete e de Luan Santana, a quem Roberto teceu todos os méritos pelo sucesso acumulado em tão pouco tempo, chamando o cantor ao palco para um duelo de “Lobo Mau”. “Você manda bem!”, elogiou Roberto.

Especial Roberto Carlos
Encantado com a atuação de Alexandre Nero na novela das 9, Roberto cantou “Menina” e discorreu suas teorias sobre o preconceito em torno de paixões marcadas pela diferença de idade, caso do personagem de Nero, logo convidado ao foco dos holofotes para cantar “Mulher de 40” com o anfitrião.
“Você já pegou, quer dizer, não sei se posso dizer ‘pegar’, mas, qualquer coisa, dá pra cortar depois”, começou Nero, para concluir: “Você já pegou muita menina?”
Silêncio do cantor.
“Tá vendo, eu sabia que eu não devia abrir a boca, que só ia falar bobagem”, desculpou-se o ator em seguida, para então ouvir do Rei: “Já peguei, sim”, rebateu, discriminando um episódio com uma garota de 18 anos. E logo explicou que “Menina”, afinal, tinha lá sua inspiração.
Antes de deixar a cena, Nero, trabalhado num terno azul claro, ajoelhou-se diante de Roberto, que o puxou para cima imediatamente.
“Meu medo era que você viesse de preto”, disse-lhe o anfitrião. “Por você, eu tiro o preto, por você eu tiro tudo”, brincou.
Acomodada num belo longo branco, Sophie Charlotte repetiu, com êxito, a dolorida interpretação de “Sua Estupidez”, como fez no primeiro capítulo de “O Rebu”. Roberto contou que a atriz lhe enviou um bilhete manuscrito pedindo-lhe autorização para interpretar a canção e isso o comoveu profundamente. “Quem, hoje em dia, ainda escreve alguma coisa de próprio punho?”, perguntou.
Glória Maria entrou para coreografar meia dúzia de passos e fez lá sua parte de bom grado.
Tudo muito bem, tudo muito bom. Mas… Musicalmente, vamos falar o que é, o ponto alto da noite foi a parceria com Alcione, apresentada por ele como “a maior cantora brasileira”, em “The Way you Look Tonight”. Também trajando azul, em um longo cheio de brilhos, Alcione ouviu de Roberto a lembrança de que ela o havia pedido em casamento no último encontro dos dois. “E aí?”, ela perguntou. “A fila anda”, brincou a Marrom. Disse ela que foi toda de azul para agradá-lo, e não de marrom, cor que ele abomina. “Eu já sou Marrom”, brincou.
O programa vai ao ar dia 23 de dezembro.

Crédito da foto: Estevam Avellar/Divulgação

Mais conteúdo sobre:

AlciondeLuan SantanaRoberto Carlos