“Chamas da Vida” estréia bem

Cristina Padiglione

09 de julho de 2008 | 20h55

A Record pode rufar tambores.

A nova novela da casa, “Chamas da Vida”, bateu nos 20 pontos de média na estréia. A emissora endossa bom patamar para suas três telenovelas e inaugura um quadro inédito na TV brasileira, desde a ascenção da Globo, no início dos anos 70.

Como diria nosso presidente, “nunca antes na história desse país” uma outra emissora, além da Globo, teve três novelas de produção própria no ar, simultaneamente, em exibição inédita, com esse nível de audiência.

A extinta TV Manchete fez estrago no ibope da Globo com “Pantanal”, em 1990. O SBT ultrapassou os 20 pontos de média com “Éramos Seis”, em 1993. Houve lá episódios quase isolados, mas nada como a Record desenha agora.

Sei que ao postar essa informação aqui, uma saraivada de leitores há de pensar nas relações entre Igreja Universal e os gigantescos investimentos de Edir Macedo na sua rede de TV. O caso é que a Record, após muitos equívocos na realização de um projeto televisivo, permitiu-se planejar a longo prazo para começar a colher frutos. E planejamento a longo prazo, mais do que dinheiro, foi paciência que faltou a outras emissoras nas estratégias de competição com a Globo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: