Sky X Fox Sports e Ancine

Sky X Fox Sports e Ancine

Cristina Padiglione

16 Fevereiro 2012 | 18h10

Era para ser uma entrevista coletiva sobre o Sky On, novo serviço de Video On Demand da Sky. Mas, executivo conhecido por tomar posição e defendê-la publicamente, Luiz Eduardo Baptista, o Bap, não se esquivou de responder, na ocasião, a perguntas sobre o processo que a operadora move na Justiça contra a Lei 12.485, que determina cotas de produção nacional nos canais pagos. Também não se negou a comentar o impasse com a Fox Sports, que tem pressionado os assinantes a cobrar da operadora uma vaga no seu pacote de canais. Eis algumas das frases de Bap no evento.

* “Por que a Fox não pega o Speed, que disseram que seria o máximo e não é, e transforma o Speed num bom canal?”

* “Por que a Fox não conta aos assinantes quanto vem pedindo para que a gente inclua o canal nos pacotes básicos, querendo que a gente renegocie a posição de quem já estava ali antes?”

* “O preço que a Fox quer cobrar pelo Fox Sports é salgado.”

* “Agora, você chega 15 dias antes da festa querendo ser convidado para a festa e aí eu tenho de dizer: ‘filho, não tem convite pra você’.”

* “O Manoel Rangel (diretor-presidente da Ancine, Agência Nacional de Cinema, responsável pela nova regulamentação da TV paga no País), é um ex-produtor independente com viés democrático como o da União Soviética do início do século 20”.

* “Se fosse para ser controlado, eu preferia que fosse pelo Boni, e não por um cara que nunca montou uma grade.”

* “Viva a democracia, que aceita até gente como Manoel Rangel no comando de uma agência como a Ancine.”