Capadócia, da HBO México, é a grande presença na final do Emmy internacional

Cristina Padiglione

05 de outubro de 2009 | 14h52

“Capadócia”, série da HBO produzida no México, é o único título que emplaca finalistas em três categorias na lista de finalistas ao Emmy Internacional anunciada hoje.
A produção concorre com melhor Ator (Óscar Olivares), melhor Atriz (Cecilia Suárez) e também como melhor Drama.

O Brasil, ou melhor, a Globo, é finalista em cinco categorias:
* “Maysa”, como Minissérie
* “Caminho das Índias”, batizada como “Índia, Love Sttory”, na categoria Novela (concorre com duas produções filipinas e, surpresa, uma da TF-1, da França, país pouco afeito ao gênero)
* “Ó Paí, Ó” (traduzido lá como “The Slum”)
* “Meu Pequeno Imperador”, como Infantil
* “Por Toda a Minha Vida – Mamonas Assassinas” como “non-Scripted Entertainment”, que a Globo traduziu como “Artes”.

E agora todo mundo diz: só Globo?
Sim, só Globo.
Para ser indicado, é preciso se inscrever. A organização do prêmio não faz uma seleção a partir de suas impressões ou conhecimentos, é preciso que as emissoras inscrevam seus programas, e a Globo inscreve tudo o que você possa imaginar. Tudo mesmo. Até “Zorra Total”. Na peneirada final, claro, acaba dando Globo aqui e ali.

A Record chegou a anunciar, ano passado, que não se inscreveria mais no Emmy porque a Globo, sendo uma das patrocinadoras do evento, levaria vantagem. Mas, fato é que, sem inscrever programas na premiação, ora pois, não há do que se queixar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: