Big Brother bate novos recordes

Cristina Padiglione

20 Março 2007 | 17h34

Todo ano é a mesma ladainha. A Globo anuncia a edição da vez do Big Brother e uma avalanche de queixas se derrama sobre a inutilidade das cabeças (não) pensantes que desfilam diante daquelas dezenas de câmeras.
Duas ou três semanas após a estréia já surge uma platéia gigantesca seduzida pela hipnose da casa.
O jogo tem seu encanto, convém admitir. Mas a capacidade de ganhar o público bem depende da eleição de um herói. No BBB5, a GloboSat bateu recordes com a venda de pacotes em pay-per-view 24 horas.

Agora, consumado o trono de Diego-Alemão, vem novo recorde. O BBB7 vendeu até agora 140 mil pacotes de pay-per-view, ante 115 mil da edição que consagrou Jean Willys.

Para o paredão de hoje, que põe na reta o grande antagonista de Diego, Alberto, espera-se novo massacre no número de votos.
A ver.