Band se apega ao caso Ubiratan

Cristina Padiglione

12 de setembro de 2006 | 19h19

Foi-se o “Cidade Alerta”, na Record, e esvaziou-se aquele “Repórter Cidadão, na RedeTV!, mas o “Brasil Urgente!”, da Band, resiste à categoria dos programas do gênero. Quando falo gênero, quero dizer, sim, sensacionalista. Outro termo não há.

A edição que está no ar na Band neste momento estica e puxa o caso da morte do coronel Ubiratan Guimarães além das informações disponíveis. Entrevistaram a namorada, que se diz julgada antes da hora, a mãe da advogada e sua irmã. E dá-lhe repeteco da imagem que mostra Carla Cepolina caminhando na saída do prédio da polícia. Na legenda “Ainda não acabou o depoimento da namorada do Coronel Ubiratan”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: