Band leva futebol a preço de liquidação

Cristina Padiglione

20 de dezembro de 2006 | 18h07

A Bandeirantes admitiu que está pagando bem menos do que a Record pagava pelo pacote de futebol ofertado pela Globo.

Argumentam as duas partes que cifras não podem ser reveladas por questões contratuais. A Record repassava à Globo coisa de 20% do equivalente aos custos pagos pelo plim-plim por todo o pacote. Quando quis sair do negócio por não ver vantagens na parceria, a Globo acenou com a possibilidade de a Record pagar só 15%, mas nem isso seduziu o staff de Edir Macedo, disposto a brigar sozinho pelo futebol.

Calcula-se que a Band esteja pagando menos de 15% do que a Globo gastou pelo bolo.
Mas, mais do que um parceiro para ajudar a cobrir a conta, a Globo precisava, acima de tudo, livrar-se da pressão que a acusa de monopolizar os eventos de futebol no País. Daí o superdesconto feito à Band, que acertou com a Globo por três anos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.