Net: mais é menos

Cristina Padiglione

12 de setembro de 2006 | 16h33

De um mês para o outro, no começo do ano, a Net mandou às favas dois excelentes canais, a francófona TV5 e a inglesa BBC. A regra valeu para os assinantes ditos analógicos, sistema que restringe o número de canais do line up. Nas vagas da TV5 e da BBC, entraram em cena o History Channel e o A&E Mundo, ambos infinitamente inferiores às opções anteriores.

A promessa para quem reclamou:
você terá a sua TV5 e a sua BBC de volta quando virar um assinante digital, pelo mesmo preço que já paga hoje ou por coisa de R$ 5 a mais na mensalidade.

Resultado:
Não há quem tenha se curvado à Net para reaver seus antigos canais e não se queixe do novo sistema. Um amigo agora ouviu do clássico telemarketês que um técnico “vai estar indo” à sua residência para “estar verificando o problema”; explicaram-lhe ainda que ele é “ditigalizado” e não “digital”, nomenclatura que não faz a menor diferença quando a questão é saber por que há uma demora antes inexistente na troca de canal ou por que você tem de ir até a tomada, como na era pré-histórica ao controle remoto, e desligar tudo para descongelar uma imagem travada. Pergunta: não tem um CTRL+ALT+DEL?

O que há por trás dessa forçada de barra da Net:
1) A iniciativa de acelerar a migração de todos os assinantes para um só sistema, o tal do digitalizado, para baratear custos de operação.
2) A paga pelo acordo com o grupo HBO, cujos canais principais passou a transmitir no ano passado: a Net pode finalmente botar no seu pacote a oferta dos Cinemax, Maxprime e HBO, mas teve de inserir no line up básico o History e o A&E. Para tanto, arrancou de cena TV5 e BBC, sob o argumento de que, em pesquisa feita entre os assinantes, a operadora percebeu que os dois canais (acredite!) não estavam entre os ditos indispensáveis para o seu assinante.
Vem cá: indispensável por indispensável, não tinha nada mais no meio de tanto lixo para subtrair? Nas contas da reforma, a espanhola TVE também dançou. No Rio, o canal subtraído foi a RAI, preservado no line up dos paulistanos, que ninguém é maluco de virar as costas para a italianada que reina do lado de cá da Via Dutra.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: