ABTA, alta tecnologia, e… Puft!

Cristina Padiglione

03 de agosto de 2010 | 20h12

Enquanto executivos de operadoras de TV paga e o presidente da associação que reúne o setor (ABTA, Associação Brasileira de Televisão por Assinatura) anunciavam os feitos tecnológicos da era da convergência, números pra lá de otimistas para o mercado, puft! Eis que a energia acaba.

Foi cena vista hoje pela manhã, no restaurante Cantaloup, durante a entrevista coletiva que anunciou números, perspectivas e programação da próxima ABTA, feira anual de TV paga, em andamento a partir da semana que vem. O feito será aberto por Roberto Irineu Marinho na terça, dia 10, no Expo Transamérica.

Em tempo: fruto do progresso da classe C, da Copa do Mundo e das novas licenças de DTH, o setor abocanhou, em um semestre de 2010, o mesmo número de clientes adquiridos ao longo de um ano inteiro, em 2008 e 2009: 1 milhão de assinantes.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: