Who lança clipe para promover relançamento do CD 'Live at Leeds'

Estadão

09 de dezembro de 2010 | 08h15

Luciano Borborema – Território Eldorado

Em 1970, a banda The Who lançava seu primeiro trabalho ao vivo: o ‘Live at Leeds’. E agora em 2010, os integrantes da banda resolveram reelançar o álbum. Parte das ações para promover o trabalho é o clipe da música ‘Tattoo’, de 1967, do guitarrista Pete Townshend.

Além de assistir aqui no Território, o clipe está disponível também no site oficial da banda.  O vídeo é é todo feito em animação. Quem assina o projeto é o diretor Chris Boyle. No site, um texto diz que as imagens do vídeo levam o público por uma jornada pela letra da canção.

A voz do Who comenta o trabalho feito por Boyle. “Essa é uma das grandes e menos conhecidas músicas de Townshend, e a animação captura sua habilidade para criar uma história completa em três minutos.

Embora ele tenha escrito óperas-rock como ‘Tommy’ e ‘Quadrophenia’, que foram transformadas em filme, muitas das músicas de Pete poderiam ser filmes”, diz Roger Daltrey.

Para quem achava que o The Who pensa em se aposentar,  Daltrey afirma que não é essa a ideia. Durante entrevista ao site da revista ‘Billboard’, Daltrey disse que a banda deve realizar no ano que vem, uma turnê do álbum ‘Quadrophenia’, lançado em 1973.

“Estamos pensando no que fazer. Temos ideias. Nós definitivamente não queremos parar. Achamos que é papel de qualquer artista seguir por todos os caminhos até que isso não seja mais possível”, disse Roger Daltrey. Essa não será a primeira vez que a banda mostra as faixas de “Quadrophenia”. Recentemente, ao lado de integrantes do Pearl Jam e do Kasabian, a banda realizou um show beneficente em Londres, na Inglaterra.

Filme sobre Keith Moon

Keith Moon, baterista da primeira formação da banda, morto em 1978, vai ganhar uma cinebiografia produzida por Roger Daltrey. A afirmação foi dada pelo vocal do The Who ao jornal britânico ‘Daily Star’. Ainda de acordo com Daltrey, para sair a cinebiografia ele precisa apenas de um bom roteiro.

“O filme depende disso. Seis semanas ao lado de um bom roteirista e poderíamos fazê-lo. Tenho tudo em imagens na minha cabeça. Sei como o filme deveria ser. A forma com que a narrativa deveria ser estruturada”, disse o cantor à publicação, acrescentando que chegou a rejeitar alguns roteiros.

 “Um dos grandes problemas sobre a vida de Keith é que ela precisa ser escrita por quem esteve lá. Para isso, é necessário mais tempo do que eu posso dispor agora”, completou.

Tudo o que sabemos sobre:

Pete TownshendRoger DaltreyThe WhoWho

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: