'Vai demorar para termos outro festival grande', diz vocalista do Shadowside

Estadão

20 de abril de 2012 | 23h54

Marcelo Moreira

“Os problemas graves do Metal Open Air comprometeram todo um mercado importante e que recuperava os níveis bons do início do século XXI. Vai demorar muito para que o Brasil tenha novamente um festival de rock de grande porte.” A dura constatação é davocalista Dani Nolden, da banda santista Shadowside, a primeira a anunciar a desistência do festival maranhense nove dias atrás.

Todo o caos que assolou o evento nos dias anteriores ao início dos shows poderia, de alguma forma, ser imaginado quando o Shadowside desistiu. “Não recebemos nem assinamos contrato, não nos enviaram as passagens aéreas, não recebemos cachê e a definição do horário do palco inviabilizou a nossa viagem. Tudo errado. Optamos por amenizar as questões do rompimento porque imaginávamos que só nós tínhamos sofrido com isso. Foi um gesto de boa vontade para com os organizadores”, disse a vocalista ao Combate Rock.

As coisas começaram a dar errado há nove  dias, quando a banda santista Shadowside anunciou a desistência de tocar no Metal Open Air. Na época, os integrantes justificaram apenas que houve problemas em relação ao horário agendado para que tocassem, no dia 21, sábado, pela manhã. “Não teríamos como chegar a tempo, o voo só aterrissaria em São Luís no meio da tarde”, declarou a vocalista Dani Nolden.

Com a explosão de problemas relacionados ao festival a partir da última quarta-feira, a cantora resolveu falar abertamente sobre os demais motivos do abandono do festival. “Tentamos amenizar o discurso , mas como vimos que outras bandas sofreram a mesma coisa, não deu mais para ficar calada.”

Dani recorda que os organizadores – as empresas Negri Concerts e Lamparina Records – desde o começo postergavam a assinatura de um contrato. Depois, simplesmente se recusavam a assinar ou simplesmente não davam retorno às ligações. “Neste ponto começamos a desconfiar de que havia algo errado. O contrato é uma garantia de ambas as partes, mesmo que possa haver problemas depois – ou até cancelamento. Quando há recusa em assinar um contrato, algo está bem errado.”

Para ela, o futuro do heavy metal no país será influenciado pelos acontecimentos negativos do Metal Open Air: perda de credibilidade, aumento das exigências já normalmente altas para bandas voltarem ao Brasil e alguns anos de muito trabalho para recuperar a confiança de agentes, empresários e músicos. “Era para ser a afirmação do heavy metal como segmento musical importante por aqui, mas agora tenho dúvidas de que isso  ocorrera no médio prazo.

Dani Nolden

‘Péssimo serviço’

Depois de três dias de absoluto caos e falta de informações, os diretores das empresas que organizam o Metal Open Air se manifestaram, em rápidas entrevistas à imprensa maranhense e aos portais UOL e G1. “Como consumidor, eu também me sentiria lesado e reclamaria muito”, teria dito Felipe Negri, da Negri Concerts.

Marcelo Caio, sócio da Lamparina Produções, reconheceu que o serviço oferecido está “péssimo”. “Tivemos problemas com alguns pagamentos de cachê, como o do Hangar, por exemplo. Tivemos problemas de liquidez nesta reta final, inclusive por causa de recuos de apoiadores, e uma série de problemas também de fornecedores, sem falar no corte de verba do governo do Maranhão.”

Em relação à banda Rock’n’Roll Stars, que desistiu de vir ao Brasil, de acordo coma declaração na internet feita por Shannon Tweed, mulher de Gene Simmons (Kiss), o líder do projeto, Marcelo Caio afirmou que recebeu a confirmação nesta sexta-feira de que a banda e o ator Charlie Sheen, o mestre de cerimônias, estariam em São Luís no final de semana.

Em declaração ao portal G1, Caio dfisse que foi acertado um único cachê para todos os músicos incluindo a presença de Sheen, e metade deste cachê já teria sido paga, mas antes do pagamento da segunda metade, cogitou-se a “presença” do ator apenas “em vídeo”, e com isto decidiu-se que o pagamento da segunda metade só será feito quando Charlie estiver no evento. “Quando eles chegarem, eu pago”.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Dani NoldenMetal Open AirShadowside

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.