Um outro George Harrison no documentário de Martin Scorsese

Estadão

05 de junho de 2012 | 12h00

Daniel Fernandes

Cuidado! Documentário sobre vida de George Harrison pode fazer você mudar de opinião. 

George Harrison não é o meu Fab Four predileto. Sempre preferi, com alguma vergonha em admitir, que gosto (sempre gostei) mais do Paul McCartney. Mas preciso reconhecer que tudo isso pode mudar depois de sábado. O documentário assinado por Martin Scorsese – e com mais de três horas de duração – é cru, simples e espetacular!

O documentário está sendo exibido no festival In-Edit, de documentários musicais, em São Paulo, até o dia 10 de junho.

Se você assistiu, como eu, a toda maratona do anthology vai perceber porque Scorsese é Scorsese. E porque George sempre foi George.

Em determinado trecho, Ringo conta que Harrison era duas pessoas em uma – podia ser o mais gentil dos companheiros de banda. Mas poderia ser também o mais cruel. E Scorsese consegue demonstrar isso durante todo o filme – fica evidente quando ele oscila a execução das músicas de George com períodos de silêncio. É o tal ‘black and white’ dito por Ringo.

O baterista, aliás, parece ser o companheiro que mais aproximou-se de Harrison após o sonho terminar. E às lágrimas, é preciso dizer, ele conta sobre o último encontro entre os músicos, na Suíça. Ringo, aliás, está exposto no documentário – não é aquele músico brincalhão. É o senhor que conta como ficou abalado pela morte do amigo.

Há depoimentos de Paul, de Yoko, de Eric Clapton….e da mulher de George que menciona uma tal luz. Não vou contar aqui porque estraga. Mas é preciso dizer que há um certo exagero na conversa da jovem senhora.

Enfim, se você tiver oportunidade assista a George Harrison: Living in The Material World. Cada imagem, cada foto inédita (tá, bem, quase inédita) vale o ingresso. Quem sabe você não muda de opinião em relação ao seu Beatle favorito. Como eu!

Tudo o que sabemos sobre:

BeatlesGeorge HarrisonMartin Scorsese

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.