Um novo supergrupo ou apenas uma jam?

Estadão

28 de julho de 2011 | 07h00

Roberto Capisano Filho

Neil Peart (Rush), Stewart Copeland (ex-The Police), Danny Carey (Tool) e Les Claypool (Primus) tocando juntos. Estranho? Inusitado? Sim. Afinal, os três primeiros são bateristas e o último, baixista. O que poderia resultar desse encontro? Isso você confere no vídeo abaixo. A reunião ocorreu no estúdio de Copeland, em abril.

O CCCP poderia ser um novo supergrupo, afinal todos são conhecidos (uns bem mais que outros). Mas trata-se de uma jam ocasional. O quarteto batizou a música de Count Drumula. No vídeo, vê-se Copeland mostrando seus dotes com uma tuba e uma guitarra e Carey atacando no trombone. O CCCP fez sua estreia no aniversário de 50 anos de Carey, e maio, mas não há informação se seus integrantes darão sequência ao encontro.

Ao que parece, foi apenas diversão. Era uma jam, não? É para isso que serve.

Em tempo: para os fãs do Rush, acostumados com as letras reflexivas de Neil Peart, não esperem muito do que é dito em Count Drumula.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: