The Rods revivem o heavy metal oitentista em São Paulo

Estadão

24 de julho de 2013 | 17h17

Marcelo Moreira

“Desculpe, preciso ir, meu primo Ronnie vai passar em casa para gravarmos.” Foi mais ou menos isso que David “Rock” Feinstein, disse aos amigos em 2009 ao se despedir de uma rodada de bebidas no bar próximo de onde morava, em New Jersey. A ansiedade era grande, fazia mais de 35 anos de que os primos não se encontravam oficialmente para gravar alguma coisa.

David mal sabia que as duas músicas que seu primo bem mais velho registraria naquela primavera cinzenta de 2009 seriam as últimas gravações oficiais de Ronnie James Dio, um dos maiores cantores da história do rock e ícone do heavy metal, que morreria menos de um ano depois, em 2010, em consequência de um câncer no estômago.

São credenciais de respeito, mas David Feinstein tem muito mais a oferecer, ao lado do trio The Rods, que vai tocar no Brasil no próximo final de semana, com duas datas agendadas, em São Paulo e em Santos. Power trio de boa qualidade, fez algum sucesso no começo dos anos 80 com seu hard’n’heavy baseado nas guitarras de Feinstein. A boa fase não durou muito e Feinstein engatou uma carreira de produtor de médio porte, enquanto esporadicamente reativava o Rods e gravava algum material solo.

O trio que vem ao Brasil é aquele considerado a melhor formação, com Feinstein na guitarra, Carl Canedy na bateria e Gary Bordanaro no baixo. As duas últimas gravações em estúdio de Dio antes de sua morte, em 2010, foram os projetos de Feinstein. “Metal Will Never Die” está em “Bitten By the Beast”, álbum solo do guitarrista de 2010; Já “The Code” está em “Vengeance”, o mais recente álbum de The Rods, de 2011, 25 anos após o seu último lançamento. Será um show curioso, que merece atenção.

O grande momento da banda The Rods foi o lançamento de “Wild Dogs” e sua subsequente turnê, em 1982. Pesado, intenso e sombrio, o trio fugia um pouco das características do heavy metal da época, ainda bastante centrado no esquema criado pelo Black Sabbath no início da década de 70.

Sem ser virtuoso, David Feinstein chamou a atenção no começo dos anos 80 por ser técnico e um inspirado criador de riffs. “Wild Dogs” é a melhor prova da excelente qualidade do guitarrista. Entretanto, em pleno auge da New Wave of British Heavy Metal (NWOBHM), a concorrência era extrema, o que acabou obscurecendo o trabalho de ótima qualidade dos Rods.

Os shows em São Paulo e Santos trazem uma banda revigorada, cheia de gás para retomar uma carreira internacional que poderia ter tido mai destaque nos anos 80. É uma excelente oportunidade de ver ao vivo uma das boas bandas de rock pesado do início do heavy metal, e conferir a performance de uma lenda, que é Feinstein.

Serviço:

The Rods em São Paulo

Dia: 28/07 (Domingo)

Local: Inferno Club (R. Augusta, 501, Centro – São Paulo/ fone: 11 3120-4140)

Horário: 20h

Ingressos: R$ 80 (segundo lote), R$ 90 (na porta)

***Promocional, antecipado, meia entrada, já inclusos!

Pontos de vendas:
Consulado do Rock (Av. São João, Lj 236, República, São Paulo)

Animal Records (Rua Vinte e Quatro de Maio, 62, Lj 367/369, República, São Paulo)

Ingressos online: www.ticketbrasil.com.br

 

Tudo o que sabemos sobre:

David FeinsteinThe Rods

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.