Segundo dia teve atrações variadas e mais organização

Estadão

09 de abril de 2012 | 14h00

Felipe Branco Cruz e Pedro Antunes

O segundo dia do Lollapalooza, ontem, no Jockey Club, contabilizou cerca de 70 mil pessoas, 5 mil a menos do que no primeiro dia. Porém, teve uma gama de atrações equivalente ao gosto diversificado do público – ao contrário de sábado, quando a grande maioria das pessoas tinha ido ao festival apenas para ver Foo Fighters.

A grande atração da noite foi Arctic Monkeys, mas era possível ver também fãs de Gogol Bordello, Friendly Fires, MGMT e Jane’s Addiction.

Antes do Arctic Monkeys fechar os shows de ontem, a atração que mais levantou o público foi o punk cigano do grupo Gogol Bordello. Numa mistura de música do Leste Europeu com rock e punk, a banda levantou poeira no palco Butantã. Antes de Bordello, a banda de Brasília Plebe Rude tocou clássicos dos anos 80, como Pânico em SP.

Problemas que haviam atrapalhado o público na véspera, como dificuldades para entrar no Jockey e filas para comprar bebidas e comidas, até o fechamento desta edição, estavam controlados. A organização do festival aumentou o número de pessoas vendendo fichas e organizou melhor as filas. As informações no lado de fora para ajudar no acesso ao evento também estavam mais eficientes.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.