Santana faz o seu tributo aos grandes guitarristas

Estadão

22 de setembro de 2010 | 16h37

Marcelo Moreira

Carlos Santana pegou gosto em gravar duetos e álbuns com convidados especiais. Desde 1995 ele recebe amigos para lá de famosos para lançar singles e gravar álbuns inteiros. “Supernatural”, de 1999, estourou mundialmente em 1999 com “Smooth”, ao lado do vocalista Rob Thomas, então cantor da fraquíssima banda Matchbox 20.

Foi assim nos anos 2000 – entre outros singles vieram “Maria Maria” (com The Product G and B, em 2000), “Feels Like Fire” (com Dido, 2003), “Why Don’t You & I” (com Alex Band, em 2004), “Just Feel Better” (com Steven Tyler, em 2005), “Cry Baby Cry” (com Sean Paul e Joss Stone, em 2006), “Illegal” (Shakira, em 2006), “No Llores” (Gloria Estefan, Jose Feliciano e Sheila E., em 2007), entre outros.

SANTANA_GUITAR_HEAVEN_Cover_art2

Agora ele retorna com um projeto bem mais ambicioso, mas sem muita originalidade. Mas o que faz de “Guitar Heaven… The Greatest Guitar Classics of All Time”, que será lançado neste mês, é o trabalho de guitarra que faz em clássicos do rock, mesclando a sua latinidade com um toque de virtuosismo.

É o caso do bom resultado em Smoke on the Water”, do Deep Purple, em “Whoile Lotta Love”, do Led Zeppelin (com Chris Cornell, do Soundgarden, nos vocais), e na improvável “Back in Black, do AC/DC. Também vale o disco a bela “Little Wing”, com o amigo Joe Cocker detonando nos vocais.

Se há o evidente apelo comercial, pelo menos não é apelativo e artifical como “Supernatural”, que teve excessos na produção e equívocos na escalação dos convidados, por mais sucesso que tenha feito. “Guitar Heaven” é, antes de mais nada, um evidente tributo a músicas que valorizaram ao extremo as guitarras, e é um tributo à boa música.

“Whole Lotta Love” com Chris Cornell (Led Zeppelin)
“Can’t You Hear Me Knockin’” com Scott Weiland (The Rolling Stones)
“Sunshine Of Your Love” com Rob Thomas (Cream)
“While My Guitar Gently Weeps” com india.arie and Yo-Yo Ma (The Beatles)
“Dance the Night Away” com Pat Monahan (Van Halen)
“Back In Black” com Nas (AC/DC)
“Riders On the Storm” com Chester Bennington and Ray Manzarek (The Doors)
“Smoke On the Water” com Jacoby Shaddix (Deep Purple)
“Photograph” com Chris Daughtry (Def Leppard)
“Bang A Gong” com Gavin Rossdale (T. Rex)
“Little Wing” com Joe Cocker (Jimi Hendrix)
“I Ain’t Superstitious” com Jonny Lang (Howlin’ Wolf, Jeff Beck Group)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.