Rock progressivo de primeira em Sorocaba

Sorocaba será o palco de um dos grandes eventos de rock progressivo já realizados no Brasil. Com a apresença do produtor e multi-instrumentista norte-americano Billy Sherwood (ex-integrante do Yes), a Banda do Sol lança seu novo trabalho, "Tempo", no dia 28 de agosto, em concerto com orquestra

Estadão

05 de agosto de 2010 | 18h19

Marcelo Moreira

Sorocaba será o palco de um dos grandes eventos de rock progressivo já realizados no Brasil. Com a apresença do produtor e multi-instrumentista norte-americano Billy Sherwood (ex-integrante do Yes), a Banda do Sol lança seu novo trabalho, “Tempo”, no dia 28 de agosto, em concerto com orquestra.

O “Concerto Rock Sinfônico” acontece a partir das 19h no Parque Carlos Alberto de Souza que fica no Bairro Campolim, com entrada é franca. Os músicos da Banda do Sol estarão acompanhados pela Orquestra Sinfônica de Sorocaba.

Sherwood produziu o novo trabalho da banda brasileira, em um trabalho que começou em 2008. Além do Yes, já tocou e produziu artistas como Motörhead, Toto, Ratt, Paul Rodgers (Free/Queen) e o próprio YES.

Também lançou alguns trabalhos como artista solo e dois CDs com o projeto Conspiracy ao lado do baixista Chris Squire, do Yes. Atualmente lidera o Circa, nova banda que também conta com dois integrantes do Yes, o baterista Alan White e o tecladista Tony Kaye, além de liderar o Yoso, projeto ao lado do vocalista Bobby Kimball, ex-Toto.

O show “Concerto Rock Sinfônico” será dividido em duas partes. Na primeira, a Banda do Sol, acompanhada da Orquestra Sinfônica de Sorocaba (Fundec), sob regência do maestro Eduardo Ostergren, vai apresentar músicas do CD “Tempo”.

Na segunda parte do show, Billy Sherwood junta-se à Banda do Sol e Orquestra para tocar músicas do Yes, Toto e de canções de seus projetos atuais, como o Yoso, Circa e Conspiracy. O vocalista BJ, da banda paulistana Tempestt, também marca presença nessa segunda parte do espetáculo.

Tudo o que sabemos sobre:

Banda do SolBilly SherwoodSorocabaYes

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.