Robert Plant anuncia seis shows no Brasil

Estadão

22 de agosto de 2012 | 16h54

Marcelo Moreira

Após cinco datas anunciadas na América do Sul ontem, finalmente promotores de shows brasileiros anunciaram uma miniturnê pelo Brasil do cantor Robert Plant, ex-Led Zeppelin, em complemento à turnê sul-americana que começa em Buenos Aires, na Argentina.

Será a terceira passagem do cantor pelo Brasil, que esteve em São Paulo e no Rio de Janeiro em 1994, em apresentação solo, e em 1996 ao lado de Jimmy Page, em ambas as ocasiões fechando o festival  Hollywood Rock. A dupla gravou dois álbuns com músicas inéditas e um DVD acústico, encerrando a parceria em 1999.

Plant retorna ao Brasil em outubro junto com sua nova banda, “The Sensational Space Shifters”, para shows em seis capitais, sendo que a apresentação no Rio de Janeiro fará parte do projeto Live Music Rock.

O conceito dos shows que serão realizados por aqui muda em relação ao trabalho que o cantor vinha desenvolvendo desde 2007, mas voltado para a country music e o folk norte-americano – ironicamente tendo como suporte uma banda inglesa, a Band of Joy, formada em sua maioria por antigos companheiros da cena blueseira de Birmingham. Plant cantou na Band of Joy nos anos 60 um pouco antes de ser convidado a entrar no Led Zeppelin, em 1968.

Com a nova banda, o foco agora é o blues e o rock com acento mais sessentista, com algumas releituras de clássicos do Led Zeppelin, o que o cantor evitava desde o final da parceria com Page. É uma mudança sensível especialmente para quem acabou de comprar o recém-lançado “Live at the Artists of Den”, DVD ainda com a Band of Joy.

Atualmente Plant divide o palco com a Sensational Space Shifters, que inclui quatro membros da Strange Sensation, banda que o acompanhou no início do século XXI – Justin Adams (guitarra),  John Baggott (teclados), Liam “Skin” Tyson (guitarra acústica e baixo), Dave Smith (bateria ) e Billy Fuller (baixo). Completam a formação Patty Griffin (guitarra e vocais, a única remanescente da Band of Joy e também nova namorada do cantor) e Juldeh Camara (artista africano que toca diversos instrumentos de corda).

 As apresentações brasileiras serão no dia 18 de outubro no Rio de Janeiro (HSBC ARENA, dentro do projeto Live Music Rocks), Belo Horizonte no dia 20 de outubro (Expo Minas), São Paulo no dia 22 de outubro (Espaço das Américas), Brasília no dia 25 de outubro (Ginásio Nilson Nelson), Curitiba no dia 27 de outubro (Teatro Guaíra) e Porto Alegre no dia 29 de outubro (Gigantinho).

Os ingressos para as apresentações brasileiras de Robert Plant estarão à venda a partir do dia 23 de agosto para o show de São Paulo, dia 28 de agosto para o show do Rio de Janeiro, dia 29 para Porto Alegre, no www.livepass.com.br. No dia 30 de agosto abrem as vendas para Belo Horizonte, Brasília e Curitiba.

Retorno com tudo

“Live at the Artists of Den” saiu no mês passado nos Estados Unidos em CD e DVD. O show foi realizado em 2011 para uma emissora de TV da cidade norte-americana de Nashville, a capital mundial da country music.

Antes mesmo de formar a Band of Joy com antigos músicos ingleses de sua época pré-Led Zeppelin e também jovens revelações norte-americanas, Plant flertava com a country music de raiz, orientada mais para o folk, como ficou claro no álbum que gravou com a cantora Alison Krauss em 2007

A Band of Joy aprofundou o caminho inicialmente trilhado pela banda anteri0r do ex-vocalista do Led Zeppelin, a Might Rearranger. Com uma sonoridade mais suave e arranjos bem elaborados, Plant foi moldando sua voz desgastada para uma zona maias confortável, em que a interpretação ganha em intensidade e dramaticidade. O álbum com a Band of Joy foi bastante elogiado e recolocou o cantor nas paradas de rock .

 O novo pacote inclui performances de três clássicos do Led Zeppelin – “Black Dog,” “Houses of the Holy” e “Tangerine” – que não fizeram parte da transmissão original pela TV de Nashville, em versões mais suaves. Foram incluídas ainda outras músicas que também não foram tocadas durante o programa, entre elas “In The Mood“, da  carreira solo de Plant, e a tradicional “And We Bid You Good Night“, do repertório da banda Grateful Dead. 

Tudo o que sabemos sobre:

Led ZeppelinRobert Plant

Tendências: