Revigorado, Red Hot Chili Peppers lança 10º álbum

Estadão

01 de setembro de 2011 | 21h00

Pedro Antunes

O vocalista Anthony Kiedis e o baixista Flea estão acostumados com despedidas. Em 28 anos de Red Hot Chili Peppers – a banda foi criada em 1983 –, eles já disseram adeus a muitos amigos. Alguns deles – como é o caso do fundador do grupo, o guitarrista Hillel Slovak, morto em 1988 por overdose de heroína – mais do que saírem da banda, deixaram a vida.

Outros, simplesmente, preferiram seguir por um caminho diferente. O genial guitarrista John Frusciante, adepto da máxima “menos é mais” foi o último a fazê-lo, em 2009, com o fim da turnê do nono disco do grupo, o duplo Stadium Arcadium (2006), o mais premiado na história do grupo, com cinco Grammys.

O guitarrista foi buscar novos ares, outro direcionamento musical. E lá estavam Kiedis, Flea e o baterista Chad Smith, que se juntou à banda em 1988, sozinhos, de novo. Por mais duro que tenha sido a queda, o trio já sabia como agir. Chega amanhã, às lojas de discos do mundo todo, sua resposta.

O álbum I’m With You (Warner Music) traz a banda de volta à ativa, com um novo membro, o guitarrista Josh Klinghoffer, de 31 anos, e uma sonoridade híbrida entre o funk do começo de carreira, trazida dos primeiros álbuns, dos anos 80 e começo dos anos 90, e seu lado mais melódico e até psicodélico, experimentado, principalmente, nos discos Californication (1999) e By The Way (2002) – muito mais no segundo do que no primeiro.

De volta à ativa – e ao Brasil. Amanhã, dia do lançamento mundial, será transmitido, em alta definição, o novo show do grupo em Colônia, na Alemanha, ao vivo, em 900 cinemas do mundo todo. O show começará às 22h, horário de Brasília. Em São Paulo, serão quatro salas (veja ao lado). Será a primeira vez que o disco será executado, na íntegra. No Brasil, o show será transmitido com 3 horas de atraso, para garantir a programação, conforme alega a produção do evento.

Shows no Brasil

Já em setembro, o quarteto virá ao Brasil em carne e osso. No dia 21, eles se apresentam na Arena Anhembi, na zona norte de São Paulo, com abertura da banda indie inglesa Foals. E, três dias depois, eles encabeçam o dia pop rock do festival Rock In Rio e sobem ao palco principal, o Palco Mundo, após NX Zero, Stone Sour, Capital Inicial e Snow Patrol.

Com a saída do companheiro, Flea chegou a confessar que cogitou abandonar o barco californiano, mas voltou atrás. Pela banda, Frusciante teve duas passagens marcantes: na primeira, de 1988 a 1992, gravou dois álbuns, Mother’s Milk (1989) e Blood Sugar Sex Magik (1991), e retornou em 1998, para participar da drástica mudança no som do grupo, com os melódicos Californication (1999), By the Way (2002) e Stadium Arcadium (2006).

O novo guitarrista, o nono da extensa lista de músicos que já ocuparam esse posto, já tocou com nomões do pop e do rock, como Gnarls Barkley, PJ Harvey e Beck. Mas sua sorte grande veio em 2007, quando atuou como músico de apoio em alguns momentos da turnê Stadium Arcadium, na guitarra, teclado e backing vocals.

Numa coincidência macabra, no primeiro dia de ensaio como guitarrista oficial do grupo, em 12 de outubro de 2009, morreu um amigo de longa data de Kiedis, Flea e Smith, o escocês Brendan Mullen, um antigo promoter da banda. O resultado dessa fatídica coincidência é a canção tributo Brendan’s Death Song, na qual as linhas melódicas do violão e da guitarra de Klinghoffer, e da voz de Kiedis entram numa triste sintonia.

Em agosto, o álbum começou a ser revelado. No dia 18, foi lançado o primeiro single, The Adventures of Rain Dance Maggie. Na semana passada, o disco foi colocado para tocar na íntegra em vários pontos do planeta, de bares a pistas de skate, em chamadas listening party, transmitidas no site oficial do grupo (www.redhotchilipeppers.com).

É a melhor maneira que o Red Hot Chili Peppers tem para lidar com as despedidas: com a música. E olha que já são 28 anos e dez álbuns assim. É bom Klinghoffer se acostumar.

Tudo o que sabemos sobre:

Red Hot Chili Peppers

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: