R.E.M. : quando é que uma banda acaba?

Estadão

22 de setembro de 2011 | 12h00

Arquivo – O Estado de S. Paulo

Não foi a primeira vez nem será a última. A história do rock, da música pop, da música está cheia de casos semelhantes. Após uma carreira de sucesso, uma banda, conjunto, grupo acaba. Os motivos vão desde brigas entre os integrantes, saída de algum deles para carreira solo e outros motivos menos nobres. Mas algumas vezes é por aquela constatação, nem sempre fácil,  sempre doída, de que simplesmente acabou. Que aquele brilho e entusiasmo do início e de outras passagens já não existe mais. O R.E.M anunciou hoje o fim da banda. O motivo, o mais nobre de todos: sabedoria.

É o fim de uma banda como nós conhecemos. Mas nos sentimos bem.

Para quem não sabe o que significou o frescor daquele som novo no fim dos anos 80, duas críticas publicadas no Caderno 2 do Estadão por aqueles dias. Uma de Fernando Naporano, sobre o disco Lifes Rich Pageant, de 1986, mas que só chegou por aqui no início do ano seguinte,   e outra de Humberto Finatti, sobre o disco Green, de 1988.

12/3/1987

10/01/1989 

Clique nas imagens para ver as páginas originais

Tudo o que sabemos sobre:

R.E.M.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: