Público carrega veterano Serguei nos braços

Estadão

21 Setembro 2013 | 16h55

Jotabê Medeiros

 

Enquanto Frejat dominava o palco principal, a 700 metros dali o baixista Rodrigo Santos, ex-colega de Barão Vermelho, conduzia um “Barão Vermelho B” no palquinho Rock Street, lugar que presenciaria cenas fortes de tietagem explícita. Tudo começou quando Rodrigo Santos anunciou que chamaria um convidado para cantar consigo a última música.
Quando Serguei entrou cantando Satisfaction, dos Rolling Stones, o palco quase foi abaixo. O público tentou abraçar Serguei, muita gente subiu no palco, os fotógrafos ensandeceram, os seguranças não davam conta. As calças de Serguei caíram, teve de entrar um produtor para erguê-las em plena função, enquanto ele cantava.
“O cara mais rock’n’roll que eu conheço está aqui com a gente”, disse o baixista, que ao final do show distribuía seus discos para os espectadores. Uma repórter da Globo subiu ao palco com a equipe para entrevistar o músico quando ele confraternizava com os fãs, e teve de ouvir um brado (“Hey, Rede Globo, vai tomar no c…”). Serguei está para completar “80 anos de puro rock’n’roll”, continuava festejando o baixista. O cantor faz aniversário no dia 8 de novembro.

Serguei (nome artístico de Sérgio Augusto Bustamante) ficou conhecido por sua devoção a uma noção clássica de rock e também por ter namorado, em 1969, a cantora Janis Joplin. Ele chegou a cantar em duas edições do Rock in Rio (1991 e 2001).

Mais conteúdo sobre:

Rock in rioSerguei